sábado, 10 de julho de 2010

COISAS QUE VEM POR AÍ


Acabei de voltar de viagem dos EUA e como sempre as pessoas vêm me perguntar: "E aí, o que viu de novo?". Então resolvi postar algumas coisas que achei interessante e que talvez venha virar moda por aqui.


Se você está pensando em tingir os cabelos e fazer aquela escova progressiva aproveite enquanto está em moda por aqui. Pois do lado do Tio Sam a moda agora é fazer luzes californianas invertidas (raízes claras e pontas mais escuras em tom sobre tom- a coisa mais linda que vi!) e ao invés de madeixas lisas esturricadas, nada como um baby liss nas pontas bem natural. Quanto mais cachos melhor. Vale a pena conferir, o visual final fica de arrasar!


Já nas unhas não posso dizer o mesmo. Nada daqueles esmaltes comuns, todos iguais e bem feitinhos. A moda por lá é cada dedo de uma cor (azul, amarelo, pink, preto), principalmente os dos pés. E se tiver o aspecto de descascado, melhor. Sem falar das unhas postiças nas mãos, enormes, cheias de glitter e de desenhos espalhafatosos. Confesso que não fazem o meu tipo, mas cada um usa o que quer.


Quanto aos cremes faciais; bem isso é uma loucura total. Tem milhares de tipos, marcas, preços e todos com a mesma intenção: diminuir as rugas! Mas como sempre dizem. "Se existem tantos produtos assim é porque nenhum é perfeito"; entretanto, usar alguma coisa para prevenir o chegar dos tempos nunca é demais.


Outra coisa que está em todas as propagandas de beleza: fazer esfoliação e peelings suaves com aparelhos. Nada como um bom peeling de diamante para deixar a pele macia, limpa e com menos rugas; e o melhor, SEM DOR. Então, o que você está esperando para ligar no consultório e marcar seu horário!


Quanto às plásticas a toxina botulínica e os preenchimentos competem com as lipos e implantes mamários de todos os tamanhos.


Com relação à moda só tenho a dizer que fiquei quase uma hora na fila para conseguir entrar na loja da Abercrombie na quinta Avenida e nem era o dia do Feriado de 4 de Julho.


Bem, para finalizar, apenas uma coisa não era novidade. Como todo brasileiro que se presa, eu era uma das que estava com várias malas na área de embarque rezando para não ter de pagar excesso de bagagem, enquanto ficava pensando como os estrangeiros que estavam do meu lado conseguiam viajar com apenas uma mala de mão.

Um comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.